Será que o seu provedor de internet é o único culpado pela sua internet lenta?

Se você oferece acesso Wi-Fi é certo que já apareceram reclamações de clientes sobre conexão de internet lenta. Esse problema acaba causando uma frustração enorme em quem está esperando que sua rede seja minimamente capaz de permitir postar uma foto no Instagram ou curtir um comentário no Facebook.

Você já se perguntou o que causa isso? Os motivos estão apenas na velocidade da internet? Não é bem assim… Aqui estão 4 fatores que podem influenciar decisivamente na sua experiência de velocidade na internet.

 

1. Seu plano não está dando conta do recado

O motivo mais provável para uma conexão lenta é a velocidade da sua internet. O que se pode esperar de um plano de 2MB, que contratualmente só garante 20%, quando cumprido, e ainda distribuído para 10 pessoas? Vamos às contas:

  • Com um plano de 2 MB você possui velocidade de transferência, na melhor hipótese, de 200 Kbp/s.
  • Dividindo isso por 10 pessoas conectadas, você tem 20 Kbp/s para cada um.
  • Se o seu cliente acessa um website não responsivo, com cerca de 10 MB de tamanho, ele levará 512 segundos para carregar a página completa. Para os dias de hoje, 8 min e 53s são uma eternidade na hora de consumir conteúdo na internet.

Fica claro que contratar um bom plano de internet vai evitar um belo estresse, certo? Para garantir que seu cliente não fique tão aborrecido, tente oferecer no mínimo 100 Kpb/s, ou seja um plano de 5 MB estáveis de conexão, e claro, se você possuir um número maior de clientes online vai precisar um plano ainda melhor.

 

2. A idade do seu equipamento deixa tudo mais lento

Os equipamentos que se conectam tem grande influência sobre a experiência da conexão. Fatores como tecnologia de conexão e processamento são pontos extremamente importantes. Aparelhos antigos utilizam padrões de Wi-Fi com baixas taxas de velocidade, enquanto os mais modernos usam outros muito mais velozes como o AC, que alcança 300 Mb/s.

Já sobre a agilidade do processamento não é preciso falar muito. Dispositivos com chipsets de maior capacidade obterão melhor performance para lidar com aplicativos que utilizam a internet. E não esqueça de possíveis vírus nos aparelhos conectados: eles podem comprometer totalmente a performance da sua rede.

Em resumo, quanto melhor e mais moderno for o seu aparelho, melhor a experiência de navegação.

 

3. O ambiente pode atrapalhar o sinal do roteador

Isto é um fato. O ambiente pode sim atrapalhar a propagação de sinal do seu roteador. Redes sem fio usam ondas para distribuir o sinal, assim como rádios e celulares. Por isto, paredes se tornam barreiras e atrapalham o caminho percorrido pelas ondas.

Metais também são grandes vilões da dispersão de sinal. Mesmo aparelhos eletrodomésticos interferem na propagação das ondas. Cabeamento antigo e mal conectado também pode influenciar negativamente na estabilidade da sua internet

Finalmente , ambientes úmidos ou com infiltração não colaboram para o bom funcionamento do seu Wi-Fi, então evite posicionar o roteador em lugares com essas características.

Se o seu aparelho roteador estiver localizado em uma posição livre dessas obstáculos o grau de interferência será muito menor e, por consequência, a qualidade do sinal maior.

 

4. Vizinhos intrusos

Aquele vizinho que você desconfia estar utilizando sua internet pode realmente ser o causador do consumo da sua banda. Evitar esse tipo de problema é simples com a ajuda de sistemas como o WSpot. Através dele você pode bloquear todos os dispositivos que não estão autorizados a acessar sua rede. Além disso, a funcionalidade de limite de consumo de banda individual vai ajudar você a garantir que um único usuário use todo o potencial da sua rede sem deixar nada para outros clientes.