Cafés, bares e restaurantes são os tipos de negócios em que o público frequentador mais procura a conexão Wi-Fi. Isto não é de se estranhar, já que tratam-se de ambientes de descontração e lazer, ideais para a socialização tanto interpessoal quanto digital. O que é muito esquisito é que existem diversos estabelecimentos que ainda não perceberam que oferecer conexão à internet para seus clientes não é mais um diferencial e sim, um requisito mínimo do setor de alimentos e bebidas. 

café wi-fiA onda de conectar-se em empreendimentos do setor surgiu nos Estados Unidos, motivada pelo grande número de frequentadores que circulam diariamente por estes locais. Não demorou nada para que a moda se alastrasse pela Europa e pelos países mais desenvolvidos da Ásia, onde bares e cafés viam cada vez mais seus jornais e periódicos disponíveis se tornarem menos interessantes do que o conteúdo escolhido – literalmente a dedo – na rede mundial de computadores por cada visitante. 

No Brasil, o movimento chegou com algum atraso mas já se tornou regra de operação das principais empresas de serviços de alimentação. Frente aos altos preços dos pacotes de internet móvel das redes de telefonia, os pontos de acesso Wi-Fi são verdadeiros oásis para uma horda de usuários sedentos por curtir, compartilhar e consumir conteúdo online. 

Não oferecer esta comodidade aos frequentadores de um café, bar ou restaurante é uma decisão tão ruim quanto cortar a oferta de guardanapos, açúcar e adoçantes ou até talheres. Parece uma metáfora extrema? Então veja algumas razões que comprovam a tese: 

  • Hoje em dia não são poucos os concorrentes no mercado. Na verdade, o número de competidores cresceu muito mais do que a quantidade de público no mesmo período. Se uma cidade de 250 mil habitantes há dez anos tinha 100 cafés, hoje a população cresceu no máximo 5% (média IBGE) e o número de estabelecimentos mais de 50%. O empreendedorismo do brasileiro, o aumento no número de franquias e o crescimento econômico de alguns anos atrás estimularam isso. Porém, o fenômeno pulverizou a demanda, diluindo a receita entre os concorrentes. Com tantas opções no mercado, você realmente acha que os consumidores vão preferir quem oferece menos benefícios a cada visita?
  • Atrair o público está muito caro e complicado. Antigamente, ter um cardápio excelente, bom atendimento e um ambiente agradável bastava para instigar o público. Hoje em dia, além de ser ótimo na comida, bebida, atendimento e ambiente os negócios precisam se comunicar bem, por variados canais, manter softwares de gestão do negócio, contar com prestadores de serviço terceirizados, criar ações de fidelização, participar de feiras e eventos do setor e muito, muito mais… Conseguir conquistar a atenção e o tempo de um novo consumidor – que no final das contas é quem sustenta o empreendimento – é muito mais caro do que manter uma base fiel.
  • Quando seus clientes se sentam eles pedem primeiro a senha da rede do que as bebidas ou entradas. Ponto final, sem necessidade de explicações adicionais. 

conexao-barCom tudo isso no cenário, já passou da hora de oferecer um Wi-Fi sério para seus clientes. Isto não significa passar a senha de acesso, porque só um pedaço do seu problema se resolve assim. É fundamental ter um verdadeiro hotspot: um serviço de acesso à internet como o WSpot, que além de garantir a conveniência necessária para o visitante e proteger sua infraestrutura contra ameaças digitais, também é capaz de criar um banco de dados rico para ser explorado pelas suas ações de incentivo à novas vendas. 

Por meio de um hotspot, ara acessar a rede o usuário precisa fazer um cadastro que fica gravado no seu painel de usuário. Este banco de informações vai permitir que você comece a realizar atividades de divulgação e estímulo à novas compras, além de fidelizar o público. Este vídeo explica detalhadamente o funcionamento de um hotspot. 

Resumindo, com um hotspot de qualidade você passa por cima dos três obstáculos que citamos anteriormente: se posiciona melhor do que os concorrentes, atrai e mantém o público e atende a demanda por conexão de quem consome no seu negócio. 

Quer saber mais? Acesse www.wspot.com.br