Eu tenho certeza que você já esbarrou com um deles por aí. O captive portal é uma tela de cadastro que aparece ao visitante de uma rede WiFi no momento de sua conexão. Muito comum em aeroportos, restaurantes e shoppings, essa tela, geralmente personalizada com a cara da empresa, é responsável pela identificação do visitante.

Mas como funciona na prática? Por que é importante utilizar um captive portal na sua rede WiFi? Qual valor pode ser gerado para o seu negócio a partir dessa tecnologia? Preparamos um conteúdo completo para tirar todas essas dúvidas.

O que é um captive portal?

O captive portal (ou portal captivo) funciona como um balcão de atendimento online, visto que é ele que vai recepcionar o visitante da sua rede WiFi no momento de sua conexão.

Isso porque a missão deste recurso é administrar a entrada de usuários em uma rede sem fio, seja em um ambiente público ou privado. É ele quem realiza a identificação do visitante, a captura de seus dados e a obtenção automática de seu consentimento.

passo a passo captive portal no hotspot wifi

Como funciona um captive portal na prática?

Quando o seu visitante acessa a rede WiFi disponível, o dispositivo dele (celular, computador ou tablet) realiza uma requisição para uma determinada URL. O dispositivo, então, espera um retorno específico para identificar se existe um Captive Portal associado (ou não) à rede WiFi.

Em seguida, ao identificar o captive portal, o SO (Sistema Operacional) do dispositivo exibe a tela de autenticação. Este comportamento de exibição varia de acordo com o modelo e marca do dispositivo: o captive portal pode aparecer:

  • automaticamente, como um popup na tela;
  • Via notificação, informando o visitante da necessidade de login;
  • Ou ao realizar a abertura do navegador.

Por que oferecer WiFi com captive portal?

Proteja seu negócio de um crime virtual

Um levantamento feito pela Cybernews apontou que, em maio de 2020, a busca por termos como “tutorial de hacking” e “como invadir” aumentaram exponencialmente. No mesmo ano, a Fortinet divulgou que o Brasil sofreu 1,6 bilhão de tentativas de ataques cibernéticos só no primeiro semestre.

O assunto é mais sério do que parece – e seu WiFi não pode ser uma porta de entrada para ameaças. Portanto, utilizar um captive portal aliado a outras estratégias, como sistema de hotspot e firewall, é a melhor forma de proteger o seu negócio.

Identifique sua empresa e sua rede WiFi

Oferecer WiFi livre é uma comodidade básica e já esperada pelo seu visitante. Entretanto, uma tela personalizada com a identidade visual da empresa pode ser capaz de surpreendê-lo e impressioná-lo ainda mais.

Isso porque, além da confiança na rede, este pequeno detalhe demonstra o profissionalismo da empresa e sua preocupação com a segurança e privacidade do visitante.

Segmente os visitantes em grupos com diferentes perfis e permissões de acesso

Pensemos por meio de um exemplo: em uma escola, alunos e professores têm usos diferentes da rede WiFi disponível. Um aluno deve ter sua banda limitada para que não consuma toda a internet disponível; ao mesmo tempo, o professor deve ter à disposição internet suficiente para explorar as ferramentas educativas.

Quando cada um desses usuários se identifica no captive portal, é possível, por meio de um sistema de hotspot, segmentar seu perfil de acesso, entregando a conexão com variáveis pré-determinadas como limite de banda, códigos de acesso personalizados e limite de tempo.

captive portal em conjunto com hotspot wifi

Além de auxiliar na customização da experiência ao usuário, um captive portal trabalha toda essa interface de identificação capaz de oferecer o perfil certo ao usuário certo.

Esteja seguro e adequado ao Marco Civil da Internet

O Marco Civil da Internet é uma legislação que visa regularizar as relações jurídico-virtuais no meio online. De acordo com a Lei, quando um estabelecimento oferece WiFi grátis para seus clientes, ele se torna um “provedor de internet” e, assim, assume a responsabilidade pela rede.

Ou seja: ao oferecer WiFi aberto ou compartilhar a senha sem qualquer identificação do visitante, qualquer crime cibernético cometido na rede é atribuído ao proprietário da empresa.

Para que isso não aconteça, é preciso ter informações suficientes sobre seus visitantes, sendo estas o MAC Address do dispositivo, data, horário e IP da conexão. Essas informações são obtidas por meio do captive portal! 

passo a passo marco civil da internet e wifi

Além disso, é essencial que a gestão desses acessos WiFi seja feita por meio de um sistema de gerenciamento de hotspots. É este sistema que armazenará os dados dos usuários coletados no captive portal com todos os cuidados.

Capture e armazene dados em conformidade com a LGPD

A LGPD é uma legislação que visa regular como pessoas jurídicas lidam com a utilização de dados de pessoas físicas. O portador dos dados precisa explicitamente dar seu consentimento em um termo de uso dos dados, tornando a relação o mais segura e transparente possível.

passo a passo lgpd e wifi

Agora, imagine só ter um papel assinado por cada um dos visitantes da sua rede WiFi… Isso não só seria inviável, como também pouco seguro. Por isso, um captive portal  vinculado a um sistema de hotspot já adequado às diretrizes da lei (ou seja, com termo de aceite e política de privacidade) é indispensável para o cumprimento da lei. 

Utilize os dados captados em sua estratégia

Ter os dados certos em mãos pode ser a diferença entre suas estratégias serem (ou não) bem sucedidas. Isso porque é só conhecendo seus visitantes (com dados como idade, gênero ou endereço) e seus hábitos de utilização do meio online (com dados como quantidade de banda utilizada, tempo médio de conexão e recorrência de frequência à sua rede WiFi) que podemos traçar estratégias assertivas.

Isso porque o ingrediente principal para que o marketing digital funcione de forma otimizada é obtendo dados reais de pessoas que já são seus clientes. A partir daí, o céu é o limite: campanhas em redes sociais, envio de e-mail ou SMS marketing, criação de públicos personalizados… As possibilidades são muitas – e MUITO valiosas.

Dados do WiFi e marketing

Apresente ao seu time de marketing como um captive portal é uma alternativa valiosa no que diz respeito a estratégias online com o nosso e-book “WiFi para além do WiFi Como a sua rede pode se transformar numa ferramenta de inteligência de dados e marketing”. As possibilidades podem ser surpreendentes!

Como ter um captive portal na sua rede WiFi?

O captive portal é parte intrínseca de um sistema de hotspot e essencial no momento de oferecer WiFi sem senha. Por isso, soluções de gerenciamento WiFi, como o WSpot, são exatamente o que você está em busca!

Entre em contato com nossos especialistas e descubra como ter mais segurança, controle e oportunidades na sua rede WiFi.

Sobre o autor:
Ana Beatriz – Analista de Marketing
Entusiasta do marketing de conteúdo e apaixonada por pessoas.
• Linkedin

 

WSpot: sistema de gestão de hotspots e WiFi marketing